Cabelos Danificados

Os cabelos danificados

Os primeiros sinais da deterioração da estrutura dos fios são as alterações da cor e o ressecamento. Muitas são as causas que contribuem para danificá-los.

Vejamos algumas causas:
Físicas – os raios ultravioleta da radiação solar, a secagem incorreta, a poeira, o vento, a falta de umidade do ar.

Químicas – xampu com grande concentração de detergente, descolorações (é o processo químico que mais danifica o cabelo pois, além de destruir os pigmentos, oxida os aminoácidos, sendo que de 15 a 45% da cisteina é destruída), alisamentos, tinturas, cloro da piscina.

Quando a cutícula está danificada pelo rompimento das escamas, o brilho do fio, que é a reflexão da luz, diminuirá.

Quanto mais danificado o cabelo, mais poroso e mais opaco fica.

A elasticidade do fio também se alterará, sendo que, se tracionado, o cabelo romperá facilmente.

Para avaliar o estado do Córtex e da Cutícula, o terapeuta capilar dispõe de um microscópio que aumenta a visualização do fio em 140 vezes.

Um questionário qualificado dos cuidados capilares é fundamental nesses casos
Deverá ser dada atenção especial em relação aos produtos usados nos últimos meses.

Lembre-se sempre que a amônia, o sódio ou o formol presentes em fórmulas de relaxamento podem reagir com os metais presentes nas tinturas, resultando em danos graves aos cabelos.

Como Reconhecer Cabelos Danificados?

Textura áspera
Porosidade excessiva
Seco e quebradiço ao toque
Falta de elasticidade/suscetível à quebra
Se torna esponjoso e opaco quando molhado
Tinturas se descolorem ou são absorvidas muito rapidamente

E Agora?


Os sinais mais imediatamente visíveis – textura áspera, porosidade excessiva, secura e quebra – são geralmente causados por danos ao e sobre a extensão da camada folicular da haste capilar. Isto pode ser causado pelo uso do secador de cabelos, vento, xampús muito fortes e tratamentos químicos, assim como outros métodos utilizados para arrumar os cabelos e fatores ambientais. Utilizar condicionadores de pH balanceado, enriquecidos com proteínas e que restaurem a hidratação, permite que você suavize o folículo capilar e proteja a haste capilar de maiores danos. Quando os cabelos estão danificados é importante utilizar um bom tratamento de hidratação e condicionamento toda semana, até que os resultados apareçam. Também o uso de um condicionador sem-enxágue em forma de spray suave diariamente, durante o penteado.
O problema da perda de elasticidade, suscetibilidade à quebra, pode às vezes ser difícil de diagnosticar. Cabelos saudáveis podem esticar em até 150% do seu comprimento normal – sem quebrar, e retornar ao seu estado original. A menos que seus cabelos tenham muitas pontas quebradas e fios notavelmente mais curtos que o observado anteriormente, você poderá não notar que há um real problema. O melhor indicativo de uma elasticidade pobre pode ser sua escova de cabelos. Você encontra grande quantidade de cabelos em sua escova? Você precisa limpá-la com frequência por causa do acúmulo de fios presos nas cerdas? A menos que você perceba que esses cabelos são fios inteiros, desde a raíz (neste caso poderá haver outros problemas com os quais lidar) você poderá estar razoavelmente segura de que existe um problema de queda de cabelos. O melhor tratamento neste caso é um condicionador rico em proteínas e/ou um tratamento semanal com proteínas, que irá conferir mais força à haste capilar.
Problemas com relação à absorção de tinturas, e esponjosidade e opacidade quando molhados, são também problemas de porosidade – mas em um nível mais severo. Estes níveis de danificado requerem tratamentos mais intensivos e cuidados constantes durante o manuseio e penteados. Algumas pessoas com este nível de danificado dos cabelos acham mais fácil cortar as partes afetadas e recomeçar do zero. No entanto, esta pode não ser uma opção, então a melhor dica é cuidar dos cabelos antes de que eles se tornem tão danificados.
A coisa mais importante a se lembrar, é de que seu cabelo NÃO está vivo uma vez que emerge do couro cabeludo. Assim como a parte branca de suas unhas (bordas), o cabelo é um tecido morto. Por conta disto, não se engane acreditando em promessas sobre produtos que restauram ou curam cabelos danificados. Os tratamentos condicionadores e produtos disponíveis no mercado hoje podem ajudar a proteger os cabelos, e podem diminuir um pouco o danificado. Mas, a melhor forma para ter cabelos saudáveis é sempre a prevenção.

Anúncios

Reparador de pontas. Vale a pena?

Você que usa Henê, usa reparador de pontas? Leia a reportagem

Sabe aquele oleozinho que passamos nos cabelos? É esse mesmo o reparador de pontas. Mas, será que ele funciona?

Independente do que façamos no cabelo ele está exposto a várias lesões do dia-a-dia, como a aparecimento de pontas duplas. Pentear os cabelos excessivamente, secador, química, como cabelo é uma coisa fragil ele pode ficar danificado.

Aí, recorremos a um REPARADOR DE PONTAS, mas ao contrário do nome não é bem isso que o produto faz. Na verdade agem nas áreas de lesão dos fios, que normalmente caracterizam as pontas duplas, e as mantêm seladas durante o período em que está sobre o cabelo. Aí…Quando Lavamos, bay bay produto…

Mas vale a pena usa-lo? O que podemos esperar dos reparadores de pontas é que mantenham os cabelos lesados protegidos contra agressões . E apesar do nome, seu efeito é temporário.

Ressecados e com frizz

Cabelos ressecados?

Pessoas recorrem ao Henê, pois tem o cabelo armado, que muitas vezes é um sinal de cabelo mega ressecado…

Se você começou o tratamento com Henê e continua sentindo os cabelos ressecados vai a dica aí!

E cabelos rebeldes?( não, não é daquele povo do canal 4, aliás aquele povo tem um cabelo lindooo).

Donos de cabelos rebeldes sabem o trabalho que eles dão. Cabelo bandido, quando não está armado está preso…

Então…Donos de cabelos rebeldes, ressecados e com frizz….

Frizz?

São aqueles (chatos) cabelinhos que despontam em cima da cabeça, principalmente quando o tempo está úmido…

Cabelos com tudo isso. “- Ah que bosta de cabelo!..” devem ser hidratados sempre, e não usar qualquer xampu…

Cabelos ressecados são cabelos secos. Se você usa xampu pra cabelos oleosos, a química do xampu irá ressecar ainda mais seu cabelo.

Silicones e repadores de ponta pra esses cabelos são boa pedida! E abacate também! Abacate?

Sim, a polpa do abacate batida no liquidificador e aplicada nos cabelos! Nada mais natureba e barato.

Guia do Henê

Eu elaborei  um guia!, veja como ele ficou:

1 – Pra que usar Henê?

2- Saiba sobre os mitos e sobre as verdades…

2.1 Hora da Decisão…

3– Saiba a diferença entre Henna e Hennê agora…

4 – Pesquise as marcas e compre o seu!

5– Como aplicar o Henê _PASSO A PASSO_

6- Depois da primeira aplicação você pode seguir alguns truquezinhos básicos…

7 – Chegou na 4º aplicação?

.

.

.

Depois do resultado alcançado, vem agora só o retoque de raiz!

Henna e Henê são a mesma coisas?

A henna é um colorante. Henê além de colorante é alisante.

A hena é uma ótima opção para quem quer mudar a cor dos cabelos sem afetar a estrutura dos fios.

O pó extraído da folha da árvore originária do norte da África e Índia (Lawsonia inermis Linné) pode fazer muito por sua beleza. Se os primeiros fios brancos estão aparecendo, por exemplo, uma única sessão pode deixar sua cabeleira com as luzes acobreadas que estão na última moda. E sem precisar recorrer às químicas! 

É que a hena deixa os fios avermelhados, de um tom que varia de acordo com a cor original dos cabelos. Se forem escuros, ficarão com leve reflexo vermelho. Se forem claros, o castanho-avermelhado será mais intenso. Em ambos os casos, o pigmento deixa os fios brilhantes. 

Não há hena pura incolor, castanha ou preta, só vermelha. “A cor alterada é obtida por meio de corantes artificiais”, explica Hélia Baselli, consultora farmacêutica da Weleda, empresa reconhecida por usar substâncias naturais em suas formulações.

Ou seja Henna tinge, e não alisa!

A henna também é usada para fazer tatuagens artificiais:

_________________________________________________

A base do Henê é composta por dois ativos: O que dá a cor preta é uma planta chamada taya. Já o agente que garante o efeito liso é o pirogalol ou ácido pirogálico que, depositado sobre a cutícula, alisa e reduz o volume.