Divina Dama e Relacionamento Podre

Hoje eu fui passar Divina Dama. Mel Dels que Henê é esse? Amei. Mesmo, mesmo. Alisa muito gente. E hoje eu recebi altos elogios quanto ao brilho, liso,  maciez e sedosidade. E ah… Divina Dama quase não tem cheiro… Bom…o preço é salgado. E encontrar ele também foi o OHHHH!! rsrsrsr.

IIIIIIIIIIIIeu quero muito ler Diários de Vampiro – O Confronto, que lança 04/11/2009. Falando em ler, já contei pra vocês que eu sou escritor? Pois é. Não, mentira, não sou escritor, eu escrevo. Vou lançar meus 3 livros ainda em novembro. Uma hora posto parte de um dos meus livros… Ah, não.. Calma, tem um que está escrito, mas não vou lançar tão já. É juvenil, diferente do que eu penso em laçar mês que vem.

Essa parte é metade do primeiro capitulo, de um livro sem nome definido… Talvez seja relacionamento apodrecido

Capítulo 1 – Não revisado

Chuva, chuva e mais chuva, droga de tempinho ruim. Por causa dessa chuva eu tenho que ir ao supermercado com capa de chuva.

Já faz semanas que o sol não diz um oizinho, odeio umidade, estou a semanas quebrando os meus potinhos de creme ante umidade porque eles já estão no fim… Saco! E se essa moça do caixa não andar logo eu parto a cabeça dela também.

Meus dias estavam se tornando cada vez mais chato, da escola pra casa, como eu estudo de manhã fico a tarde toda em casa presa, presa não: escrava. Lavar louça, olhar a Mia, dar um jeito no quarto, na sala, no banheiro… Vidinha chata. Você não tem noção! Ou tem?

O que quebrou a monotonia da escola hoje foi a palestra de sexo. Os meninos não podiam ver uma camisinha que faziam um alvoroço, tão infantis… A cara de professora Léa quando foi chamada pra ajudar o palestrante foi ótima, ela não queria ir, mas foi.

Nem acredito que as férias estão chegando. Ótimo, se minha mãe me deixar ir pra casa da tia Vera vai ser muito bom, ou ótimo. Não que aqui seja chato, não…Imagina… Aqui é terrível. A tia Vera é aquela tia que nem liga para o que você faz, contando que você à ajude na manutenção da loja.

-Oi Carla.

-Hã? Ah, oi!

-Como tem passado?

Menininha tosca.

-Alice, Alice, tenho passado muito bem, apesar da chuva.

-Provas finais, não é?

-Sim, nas férias vou pra casa da tia Vera.

-Mãe do Antônio?

-Priminho querido!

-Por que ele nunca mais veio pra cá?

-Alice, ele está trabalhando..e namorando, adoro a namorada dele.

-Namorando? Sério…Que hã…Legal! –Ela soltou aquele risinho que só ela poderia soltar e sair tão falso que dá nojo – Quer ajuda com as compras?

-Não são compras, são só cremes.

-Ah, sim. Manter seu cabelo controlado deve ser o ó do borogodó!

Rá, como se aquele cabelo lisinho dela não fosse chapinha… Bem assim lá longe escutei meu nome: Car-la! A salvação! Beatriz veio correndo em nossa direção.

Alice é o tipo de garota que se paga de rica, mas não é. Ela mantém amizade por interesse, como coisas como… Antônio. É obvio que o To (apelidinho carinhoso) não está namorando; eu não acredito que aquele garoto é meu primo, mas primo não é parente e pronto. Ele concorda. Sei lá, faz tempo que eu não o vejo, a última vez que o vi eu tinha doze anos e ele dezesseis, a gente se pegou… Esquece. Mas voltando a falar da Alice…

-O que ela queria?

-Vou lá eu saber Bia.

-O que vocês conversaram?

-Está tendo um ataquinho de ciúmes? – Apesar de Bia e eu sermos muito amigas eu acho uns defeitinhos humanos nela, credo, ela é muito ciumenta e curiosa. – Nada, contei pra ela que estou planejando as férias.

-Rá, planejou.

-Hã?

-Excursão pro Alter Mark Park.

-Não Bi… Já fomos lá. – Na verdade três vezes, sabia que a Bi iria querer ir lá a quarta vez, desde que eu não a deixasse sozinha nas férias. Eu poderia até ir, mas que diferença faz? É só um dia mesmo.  – Já prometi pra tia Vera que iria.

-Planejou do mesmo jeito, a Alice com certeza vai botar olho gordo na viajem.

-Beatriz – Ela se encolheu – Desse jeito quem parece estar jogando mal olhado é você…

-Jogo mesmo! Por que você não fica aqui? Aqui!

-Já sei, pra que você não fique com saudades prometo de mandar uma carta toda semana.

-Carta? Um e-mail está bom…

-Ah, carta é mais divertido.

-Vamos ficar só no e-mail mesmo. Quando você vai?

-Bia, calma. Quando as aulas terminarem.

A Beatriz mora no mesmo prédio que eu, eu moro no térreo, ela no quinto. Nos conhecemos no elevador. Toda vez que lembramos a cena caímos de tanto rir. Ela sempre foi a menina gorduxinha, eu sempre a magra e alta, cabelos vermelhos e olhos azuis e com horríveis sardinhas no nariz largo.

Anúncios

2 comentários sobre “Divina Dama e Relacionamento Podre

  1. Estou querendo usar henê no meu cabelo,mas tenho medo…
    Meu cabelo é liso porém os fios são grossos ele é pesado.
    faço bastante hidratação nele mas ñ obtenho o resultado de
    diminuir o volume pois esse é o meu pior problema gostaria de soltá-los de um cabelo leve e com bem menos volume.
    Me ajude me dê um conselho devo usar henê?????
    Tenho visto resultados maravilhosos quanto ao uso do henê
    acho também bonito o preto.
    Qual a melhor marca que devo
    usar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s